"A arte de ser louco é jamais cometer a loucura de ser um sujeito normal." ( Raul Seixas )

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Índio preguiçoso?

“Olha, uma vez tinha uns três caras falando perto de mim e gozando, índio é preguiçoso, índio não trabalha, índio não precisa de terra. (muita gente fala que índio não precisa de terra).
Aí eu chamei para sentar comigo, ele veio, eu comecei a falar: “Você tem quantos anos que mora aqui?”
Ele falou: “tem 28 anos que eu moro aqui”.
Eu falei para ele: “Você mora aqui há tanto tempo e nunca aprendeu nada sobre a história dos índios?”
Falei da bebida, perguntei pra ele. “Você já me viu bebendo aqui?”
Ele falou: “Não”.
“Então por que você está falando que índio é bêbado?”
Eu perguntei pra ele. “Todo branco é trabalhador?”
Ele falou: “Não”.
Então,” eu falei por que você está falando que só índio é que é preguiçoso? Você já foi na aldeia conhecer como é a vida dos índios, como é o nosso trabalho?”
Ele falou “Não”.
“Então por que você está falando que nós não trabalhamos?”
Perguntei também pra ele: “Você sabe falar a nossa língua?”
Ele falou “Não”.
Então eu disse: “Pois é eu estou falando a sua língua, eu estou entendendo como é que você fala. Então como é que você pode falar que índio é burro? que índio não sabe nada?
Ele levantou e foi embora”.
(Ex-aluno e professor Iny – Aldeia Majterytawa).

(...)

“Lá em São Félix, um dia, eu estava passando, aí uma criança, uma garotinha, ela me enxergou e começou a bater na boca com a mão fazendo um barulho com a mão.
Fazendo um barulho assim: Uuuu... Uuuu... Uuuuu...
Aí ela parou e perguntou pra mim: “Ô você é índio?”
Eu falei “sou Karajá”, aí ela falou: “Hei índo você tá vindo de onde é do mato?”
Eu falei: “Eu tou vindo da minha casa”.
Aí ela falou: “Ah! Você tá vindo da aldeia num é? Minha mãe falou que a aldeia é lá no mato. Você tá vindo do mato”.
Aí tem os pais também que falam para as crianças, para amedrontarem as crianças.
Não chora, ou não faz isso porque se não Karajá vem te pegar
(...)
Então as crianças vão crescendo com esse medo da gente, com esse medo do índio.
Os pais não ensinam que somos seres humanos como eles”.
(...).
(Ex-aluno e Professor Iny– Aldeia Majteritawa).

Fonte: Torres, M.S. "KARAJÁ É UM BICHO TRAIÇOEIRO": Alguns estereótipos presentes em nosso corpus.

Que absurdo! Que absurdo!
Gente! Índio também é gente! Até quando vão trata-lo com esse desprezo?
Minha indignação é tamanha, que não cabe aqui....melhor eu ficar quieta (por enquanto).


......Ainda tenho a esperança de quebrar esse preconceito ridículo com esses povos tão fantásticos, de beleza exulberante, ricos em cultura, tradição e sabedoria!

domingo, 29 de agosto de 2010

Mila's Daydreams

Que fofaaaaa!!!!!

Recebi por e-mail da Bá!

Pelo que eu entendi, Adele Enersen montou os cenários e tirou as fotos da sua filha, Mila.

Que gracinha!!

Tirei do blog I believe in creativity!

Saquinhos de lixo feitos de jornal

Recebi por e-mail da Fernanda Nascimento e achei muito criativo!

"Substituição de saquinhos plásticos das lixeiras de banheiro e pia das nossas casas por saquinhos feitos de jornal. A ideia veio do origami, que ensina essa dobradura como um copo. Em tamanho aumentado, feito de folhas de jornal, o copo cabe perfeitamente na maioria dos lixinhos de pia e banheiro."


Você pode usar uma, duas ou até três folhas de jornal juntas, para que o saquinho fique mais resistente. Tudo no origami começa com um quadrado, então faça uma dobra para marcar, no sentido vertical, a metade da página da direita e dobre a beirada dessa página para dentro até a marca. Você terá dobrado uma aba equivalente a um quarto da página da direita, e assim terá um quadrado.
Dobre a ponta inferior direita sobre a ponta superior esquerda, formando um triângulo, e mantenha sua base para baixo.
Dobre a ponta inferior direita do triângulo até a lateral esquerda.
Vire a dobradura "de barriga para baixo", escondendo a aba que você acabou de dobrar.
Novamente dobre a ponta da direita até a lateral esquerda, e você terá a seguinte figura:
Para fazer a boca do saquinho, pegue uma parte da ponta de cima do jornal e enfie para dentro da aba que você dobrou por último, fazendo-a desaparecer lá dentro.
Sobrará a ponta de cima que deve ser enfiada dentro da aba do outro lado, então vire a dobradura para o outro lado e repita a operação.
Se tudo deu certo, essa é a cara final da dobradura:
Abrindo a parte de cima, eis o saquinho!

É só encaixar dentro do seu cestinho.

Obs: Achei muito legal, criativo, mas pensando bem, pra usar pra lixo da cozinha, por exemplo, que é um lixo mais úmido, num daria tanto certo....mas a ideia é muito legal pro lixinho do quarto!

Ideias criativas e ecologicamente corretas: colocar os 3Rs na prática!


Solucionando problemas do mundo

"Não temos nas mãos, a solução para os problemas do mundo,
mas diante dos problemas do mundo, temos nossas mãos".

Jardim de Infância

"É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem souber ver."

video

Terra de nossos filhos

"Trate bem a terra.
Ela não foi doada a você pelos seus pais.
Ela foi emprestada a você pelos seus filhos".

(Antigo provérbio Queniano)

Qual bicho tem a cara de São Paulo

Uma iniciativa muito legal da prefeitura de São Paulo!

"Uma lista com 15 espécies selecionadas para eleição do animal silvestre símbolo da cidade de São Paulo foi elaborada por técnicos da Divisão de Fauna com a colaboração de professores e pesquisadores do Museu de Zoologia/USP, do Instituto de Biociências/USP, do Instituto Butantã e das ONGs Save-Brasil e Centro de Estudos Ornitológicos."

Eu já escolhi o meu. e vc?

Entre no site e vote!
http://biodiversidade.prefeitura.sp.gov.br/FormsPublic/p05ConsultaPub.aspx

Olhos maior que a boca!

Gente!
Que coisa mais fofa! Vi essa notícia e achei o máximo!

"Valery Krugersky, 49, da Ucrânia, achou que tinha dado sorte em sua pescaria improvisada. Usando uma rede feita em casa – na verdade, um pedaço de uma cortina velha– , ele se postou á beira de um dos muitos lagos existentes nas vizinhanças da cidade de Chernigov e conseguiu capturar um bonito peixe.

Só não contava com a gula e a esperteza de um companheiro de pescaria. Um sapo de cerca de 15 centímetros também estava no local da pescaria, “sapeando” o lago. Ao ver o peixe na rede, o batráquio não teve dúvida: abocanhou o bicho. E nem se intimidou com a presença de Krugersky.

O sapo, de cerca de 15 centímetros, não conseguiu engolir o peixe todo, e ficou sentado sobre a rede-cortina do pescador por um tempão, tentando digerir o almoço.

Krugersky não teve o que fazer a não ser fotografar a cena e lamentar a perda. “Achei uma pena que o peixe tenha sido comido, mas eu nunca iria intereferir com a natureza”, disse o ucraniano ao jornal britânico Daily Mail.

Mas o pescador não ficou no prejuízo, pois conseguiu vender as fotos a uma agência internacional e vai poder comprar muito peixe com o dinheiro angariado. Ou até uma rede de verdade."

Segue as fotinhos:

Obs: Apesar de ser uma rã, não está totalmente errado chama-lo de "sapo" (como está escrito no texto). Afinal, pra quem não é biólogo, tudo que pula é sapo, tudo que tem monte de patas é inseto, tudo que tem casco é tartaruga e tudo que tem penas e voa é passarinho hehe.

Ah, e claro!
Crédito das fotos: Valery Krugersky/Solent News
Notícia do Planeta Bicho

sábado, 28 de agosto de 2010

Bom dia, boa tarde, boa noite

Por gentileza, Obrigado!
Desculpe! Com licença?

Percebi ultimamente que essas "palavrinhas mágicas" estão extintas no vocabulário do brasileiro. E não é de criança não, é de adulto também.

Cumprimentar não dói, não vai secar a boca. Pedir licença também não. Uma simples gentileza torna o dia muito mais agradável.

Seria bem menos estressante nossa vida na cidade grande se as pessoas fossem um pouco mais gentis, um pouco menos egoístas.

E não há classe social / situação econômica que impeça.....educação não se compra!

......apenas um desabafo....de quem enfrenta sorrindo todo dia um mar de gente mal-humorada e mal-educada.

domingo, 22 de agosto de 2010

Coisas que eu sei


Eu quero ficar perto
De tudo que acho certo
Até o dia em que eu
Mudar de opinião
A minha experiência
Meu pacto com a ciência
Meu conhecimento
É minha distração...

Coisas que eu sei
Eu adivinho
Sem ninguém ter me contado
Coisas que eu sei
O meu rádio relógio
Mostra o tempo errado
Aperte o Play...

Eu gosto do meu quarto
Do meu desarrumado
Ninguém sabe mexer
Na minha confusão
É o meu ponto de vista
Não aceito turistas
Meu mundo tá fechado
Pra visitação...

Coisas que eu sei
O medo mora perto
Das idéias loucas
Coisas que eu sei
Se eu for eu vou assim
Não vou trocar de roupa
É minha lei...

Eu corto os meus dobrados
Acerto os meus pecados
Ninguém pergunta mais
Depois que eu já paguei
Eu vejo o filme em pausas
Eu imagino casas
Depois eu já nem lembro
Do que eu desenhei...

Coisas que eu sei
Não guardo mais agendas
No meu celular
Coisas que eu sei
Eu compro aparelhos
Que eu não sei usar
Eu já comprei...

As vezes dá preguiça
Na areia movediça
Quanto mais eu mexo
Mais afundo em mim
Eu moro num cenário
Do lado imaginário
Eu entro e saio sempre
Quando tô a fim...

Coisas que eu sei
As noites ficam claras
No raiar do dia
Coisas que eu sei
São coisas que antes
Eu somente não sabia...
Coisas que eu sei
As noites ficam claras
No raiar do dia
Coisas que eu sei
São coisas que antes
Eu somente não sabia...

Agora eu sei...
Agora eu sei...
Agora eu sei...
Ah! Ah! Agora eu sei...
Ah! Ah! Agora eu sei...
Ah! Ah! Agora eu sei...
Ah! Ah! Eu sei!

(Danni Carlos - "Coisas que eu sei")

sábado, 7 de agosto de 2010

Não é fácil....

Não é fácil
Não pensar em você
Não é fácil
É estranho
Não te contar meus planos
Não te encontrar... ♥

Como é duro acordar cedo!

kkkkkkkkkk...é mais forte que eu!
(Fonte: http://meme.yahoo.com/luiznussi/)

Mundo melhor?

Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos e, esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores para o nosso planeta.
(fonte: http://meme.yahoo.com/alegre22/)

Diga não aos maus tratos animais!

"A compaixão pelos animais
está intimamente ligada a bondade de caráter,
e quem é cruel com os animais
não pode ser um bom homem."
(Fonte: http://meme.yahoo.com/luiznussi/)

Zeladores do planeta

"Como zeladores do planeta, é nossa responsabilidade lidar com todas as espécies com carinho, amor e compaixão.
As crueldades que os animais sofrem pelas mãos dos homens está além do nossa compreensão.
Por favor, ajude a parar com esta loucura."
(Fonte: http://meme.yahoo.com/vanduir/)

Vem!

Vem!
Se tiver acompanhado, esquece e vem
Se tiver hora marcada, esquece e vem
Vem!
Venha ver a madrugada e o sol que vem
Que uma noite não é nada, meu bem...

(trecho de "Num corpo só", Maria Rita)

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Pintou Limpeza - Rádio Eldorado

Já passou um tempinho, mas mesmo assim quero registrar aqui hehe

Um projeto social da Rádio Eldorado que levou crianças de entidades parceiras para o Zoológico de São Paulo em 2009 (época que eu era monitora).

Segue algumas fotinhos e os links com as reportagens completas:

Obs.: Difícil de me achar? hehehe
Também aparecem na foto a Sabrina (aprimoranda) e o Lucão (monitor).
Autoria das fotos: Paulo Guimarães!

Como funciona o jornalismo cientifico

Recebi por e-mail da Bá.

Obs.: Tem gente falando que isso está mudando. Será mesmo? o.O

Sem olhar para trás - REFLEXÂO

Recebi por e-mail da Catia Melo!

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Fotos do interior de ondas - Clark Little

Recebi por e-mail da Ingrid!

Havaiano tira fotos do interior de ondas

Um ex-surfista americano agora se dedica a uma atividade inusitada: fotografar ondas de dentro delas.

Clark Little, de 39 anos, começou a fazer as imagens depois que sua mulher manifestou o desejo de ter uma foto para decorar a casa do casal, no Havaí­.

Há dois anos, ele vive do dinheiro que ganha com a venda das fotos.

"O mar é minha segunda casa e eu amo o que faço", disse Little. "Não existe para mim aquela sensação de encarar o trabalho como uma obrigação."

Arremessado

O fotógrafo conta que para obter as melhores imagens, ele utiliza uma câmera capaz de obter até dez fotos por segundo.

As ondas que ele encara variam entre 90 cm e 4,5 m.

Muitas vezes, ele chegou a ser arremessado a até 10 m de distância de sua localização original.

"Sempre existe um risco para mim, por conta da força e tamanho das ondas. Mas minha experiência como surfista me deixa à vontade para encarar as ondas sem medo", afirmou.

Ser amada

"Hoje pela manhã ouvi de uma amiga que um diamante ou um café na cama têm, para as mulheres, o mesmo peso… O carinho, a atitude, o amor em cada e em todos os momentos fazem toda a diferença.

Então, fica aqui um convite à reflexão aos homens… Nem sempre o que queremos está ligado a bens materiais, a dinheiro, a posse. Na grande maioria das vezes, só o que basta é um olhar, um tempo, uma palavra.

É, nós mulheres – diria uma boa parcela de nós – somos movidas a emoção. Somos totalmente coração. Queremos acreditar no outro, no amor, na relação – mesmo que de um jeito meio atabalhoado, ainda assim, queremos acreditar. Queremos amar e ser amadas. Queremos contar. Fazer diferença. Queremos ser a NÚMERO 1 – aquela! A escolhida, a que conta."

Sandra Maia - colunista do yahoo

Li esta coluna no yahoo hoje e parei pra refletir...e num é que é mesmo?

Realmente gostamos de ser lembradas...por mais que eu negue isso.

Somos carentes! hihih